domingo, 30 de maio de 2010

OST . Easy Rider

Originalmente postado em 22/01/07

Em homenagem a Dennis Hopper (17/05/36 - 29/05/10)


OST (1969) Easy Rider

Tracks:
1. Steppenwolf - The Pusher 5:48
2. Steppenwolf - Born to Be Wild 3:29
3. Smith - The Weight 4:29
4. The Byrds - Wasn't Born to Follow 2:03
5. The Holy Modal Rounders - If You Want to Be a Bird 2:35
6. The Fraternity of Man - Don't Bogart Me 3:02
7. The Jimi Hendrix Experience - If Six Was Nine 5:32
8. The Electric Prunes - Kyrie Eleison 4:02
9. Roger McGuinn - It's Alright, Ma (I'm Only Bleeding) 3:03
10. Roger McGuinn - Ballad of Easy Rider 2:13


[RS] [45Mb]



Easy Rider é um filme de 1969, escrito por Peter Fonda, Dennis Hopper e Terry Southern, produzido por Peter Fonda e dirigido por Hopper.

O filme conta a história de dois jovens, Wyatt (Peter Fonda) e Bill (Dennis Hopper) que resolvem sair em suas motos, pelos Estados Unidos, em busca da liberdade.

Easy Rider destacou-se por retratar o ideal hippie, o "lifestyle" da contracultura dos anos 60, pelas motos (duas choppers Halley Davidson) e pela trilha sonora.


Born To Be Wild

11 comentários:

Anonymous disse...

Vale também destacar a brilhante atuação de um jovem ator promissor, Jack Nicholson.

Fernando

Ser da Noite disse...

Que fez o papel de um sdvogado que pega carona com os dois (Wyatt e Bill).

[ ]s

Edson d'Aquino disse...

Um clássico! E lá se vai mais um de meus atores prediletos. Espero que Christopher Walken ainda demore bastante.
[]ões

José Renato disse...

Clássicos sempre deixam saudades...

sou_o_ed disse...

Um ótima homenagem Ser !
Abs,

Aponcho disse...

Aquí tienes un film que no vi hasta hoy...
Aparentemente le falta hippismo a mi vida :P

Ricardo Sarcinelli disse...

Dennis Hopper é foda! Easy Rider, clássico absoluto.

RIP, Master.

Ser da Noite disse...

Um clássico dos clássicos, camaradas.

Born To Be Wild, por causa deste filme, virou hino dos motociclistas, em particular dos harlleyros. Não há um evento de motociclistas que esta música não toque.

[ ]s

Sasquepola disse...

O desagradável é que para as gerações mais novas, o ideal de liberdade em uma moto, muitas vezes remonta a simples milhares de cilindradas japonesas. São os que cultuam como sonho uma Kawasaki ou sui-generis em oposição a uma Indian ou uma Harley.

Espero somente que sempre existam os que preferirem estas últimas...

Olá/Bem vindo de volta a ativa José Renato

DAGON disse...

Pô o filme nunca vi e vou corrigir essr erro, mas o ator era também um dos meus prediletos e por total coincidência no fim de semana assisti o filme Fatal onde ele contracena com o também ótimo Ben Kingsley e a deliciosa Penélope Cruz, nesse filme o ator tbm tem problemas de saúde que acarretam em sua morte.

Evoluimos tanto e ainda não conseguimos a cura pro maldito câncer que levou agora mais uma vida. :(

[]S.

Ser da Noite disse...

Filamaço imperdível, Dagon. Não deixe de vê-lo quando tiver um tempo.
[ ]s
Cesar