segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Roy Buchanan (2004) The Prophet: The Unreleased First Polydor Album


Trata-se do primeiro disco gravado por Roy Buchanan para a Polydor, em 1969, mas que, por motivos ignorados (devem ter sido contratuais), somente mereceu lançamento em 2004. O álbum foi produzido por Charlie Daniels, que também tocou vários instrumentos, além de chamar os membros da sua banda (e outros músicos tarimbados) pra dar uma mãozinha pro Roy. Não sei se por influência de Daniels (provavelmente sim), mas o disco tem uma pegada southern, que o diferencia dos outros discos do Buchanan, porém é claro que não faltam aqueles lamentosos e belos blues (os derruba-Label, segundo comprovam os comentários do Cristiano, assíduo frequentador do blog), que sempre foram a tônica do talentoso guitarrista.
Para acessar uma biografia bem completa do Roy Buchanan, em português, cliquem aqui (site da Whiplash!) Como, porém, nunca se sabe quanto tempo os sites podem durar, optei por linkar o texto da Whiplash! (pô, o que a gente não faz para os frequentadores do blog...). Então, quem quiser guardar a biografia do Roy Buchanan (em formato txt) e tiver preguiça de acessar o site da Whisplash! e copiar o texto, é só clicar na vovó-fumaça aqui embaixo (essa imagem o Edson vai gostar), fazer o download e descompactar o arquivo.






Em inglês, a onipresente Wikipedia fornece bastante informações sobre o músico.


Roy Buchanan (2004) The Prophet: The Unreleased First Polydor Album

Músicas:
1. Funky Junky (Daniels) 2:06
2. Black Autumn (Daniels) 4:25
3. Day And Age (Daniels) 2:51
4. There'll Always Be (Daniels) 4:40
5. Billy Joe Young (Daniels) 4:39
6. The Story Of Isaac (Cohen) 5:50
7. Baltimore (Daniels) 3:31

8. Sign On The Window (Dylan) 3:42
9. Humbug Down On The River (Daniels) 2:35
10. Pain (Daniels) 3:28
11. I Desire You (Daniels) 5:56
12. Stormy Monday (Walker) 4:20
13. Jam (Buchanan) 2:20
14. Roy's Bluz (Buchanan) 7:11
15. Shotgun (DeWalt) 4:39
16. After Hours/The Messiah Will Come Again (Bruce, Buchanan, Feyne, Parrish) 6:53
17. Sweet Dreams (Gibson) 5:20
Músicos:
Roy Buchanan: Guitar, Vocals
Charlie Daniels: Guitar, Harmonica, Vocals
Joel "Taz" DiGregorio: Vocals
Tim Drummond: Bass
Karl Himmel: Drums
Bing McCoy: Piano
Bob Wilson & His Orchestra: Keyboards
Ernie Winfrey: Percussion, Tympani [Timpani]
Tom Zito: Drums


8 comentários:

Juca Pirama disse...

Esse aí era foda com F maiúsculo. O disco não deve ter sido lançado porque ele era muito doido e deve ter arrumado alguma picuinha com a gravadora na época. O medo dele de "ficar famoso" era bizarro, só fazia o que desse na telha praticamente.

Tem um texto legal sobre a vida e obra dwle no whiplash, falando até que ele recusou um convite do Eric Clapton para entrar no Derek and The Dominos e um para entrar nos Rolling Stones.

dugabowski disse...

Valeu, Juca, pelo comentário. Só devo te lembrar que o texto da Whiplash não só está referido na postagem, mas está linkado. Um abraço.

Cristiano.Moreira disse...

Pô Duga, valeu pela lembrança no comentário...ainda não ouvi mas vou fazer questão tomar aquele Label....se for bão vai o red e se for bão+1 vai o black..he, he, he...

Lógico, será no final da próxima semana.

dugabowski disse...

Cristiano, vou torcer pro black. Um grande abraço.

Juca Pirama disse...

Pois é, só vi depois que o texto está linkado. Idiotice minha.

dugabowski disse...

Juca, não precisa se autodepreciar tanto; foi um mero esquecimento, que nada tem a ver com idiotice. Sem baixa autoestima. Importante mesmo foi o teu comentário. Um abraço.

Dead or Alive disse...

Cara esse blog tá cheio de msgs subliminares, é Black Label, Buchanan (uh, essa doeu) e convites pra doses e doses, eu parei porra, que coisa, vcs querem parar de me provocar?
Lobo bêbado cai da montanha e se arrebenta todo caraca,rs
Agora o Roy vai fazer parte da familia do SM com muito prazer, assim num dá tem muita coisa boa e não odu conta, que maravilha de presente valeu dugabowski (aliás é capaz de pedir pruns amigos na sibéria pra ver se não tem nenhuma bebida com esse nome por lá,rs)
Enjoy!!!!!!!!!!!!!!

dugabowski disse...

Valeu pra mim, Dead, pelo teu comentário alto astral. Sempre é bom receber um incentivo dos blogueiros da pesada como tu. Quanto às biritas, realmente tem de todo tipo; não bastassem os uísques, agora o Ser me aparece com uma cachacinha... Ninguém merece. Haja ressaca! E vou investigar pra ver se não tem uma bebida russa com o meu nome. Provavelmente deve ter. Um grande abraço.