sábado, 14 de agosto de 2010

BOTECO DO SERES - GREG ALLMAN


Greg Allman (1973) Laid Back
[Southern Rock]

Line-up:
Gregg Allman – vocals, organ, acoustic guitar
Bill Stewart – drums
Chuck Leavell – acoustic and electric pianos, vibes
Tommy Talton – acoustic, electric and slide guitars, dobro and tambourine
Scott Boyer – acoustic, electric and steel guitars, electric piano
David Brown – bass
Buzz Feiten – guitar
Charlie Hayward – bass
Paul Hornsby – organ, keyboards, clavinet
Jai Johanny Johanson – percussion, conga
Carl Hall – background vocals
Hilda Harris – background vocals
Cissy Houston – background vocals
Emily Houston – background vocals
June McGruder – background vocals
Helene Miles – background vocals
Linda November – background vocals
Eileen Gilbert – background vocals
Maretha Stewart – background vocals
Albertine Robinson – background vocals
Jim Nalls – guitar
David "Fathead" Newman – saxophone
Johnny Sandlin – bass
Butch Trucks – percussion, cabasa
Ed Freeman – strings
Max Cahn – violin
Tony Posk – violin

Track list:
01. "Midnight Rider" (Gregg Allman & Robert Kim Payne) – 4:28
02. "Queen of Hearts" (G. Allman) – 6:17
03. "Please Call Home" (G. Allman) – 2:48
04. "Don't Mess Up a Good Thing" (Oliver Sain) – 4:13
05. "These Days" (Jackson Browne) – 3:56
06. "Multi-Colored Lady" (G. Allman) – 4:55
07. "All My Friends" (Scott Boyer) – 4:32
08. "Will the Circle Be Unbroken" (Traditional - Arranged by G. Allman & Johnny

Sandlin) – 4:49


[MF] [53MB]

Este é o primeiro álbum solo de Greg Allman, lançado em 1973 pela Capricorn Records ficando na posição 13 da Billboard no ano seguinte.
Allmusic declarou: "Gravado no mesmo ano como "Brothers and Sisters", este primeiro lançamento solo é um amálgama de belas R & B, folk, e sons gospel, com o melhor do canto em qualquer uma das versões solo de Gregg Allman." Na Rolling Stone, o revisor Tony Glover disse que "Laid Back não é exatamente o que você esperaria do trabalho de Gregg com a Brothers Band. Em vez disso, é um LP temperamental, muitas vezes tingido de grandeza, e talvez um pouco demasiado rico e colorido em alguns pontos.
Mas, no geral, é um olhar que se desloca para o outro lado de um finamente carismático cantor/compositor. "

Particularmente não serei tão vago, nem tão cheio de "floreados linguísticos", mas concordo com Glover: Nada tem a ver com o Greg do The Allman Brothers Band e nem com o Greg Allman Band. É um trabalho meio introspectivo, com músicas bem trabalhadas, nada excedendo nem faltando, a medida certa para se apreciar com calma e saborear as
notas e os arranjos com serenidade e paz. Gostoso de se ouvir e curtir... Considero um dos melhores trabalhos solo de Greg Allman, que, contudo, não se vê muito por aí.

6 comentários:

Jesse disse...

Caramba! 27 pessoas pra gravar 8 músicas!?
hehehe

Aponcho disse...

Que paso con el post de Muddy Waters -2010- authorized bootleg???

José Renato disse...

Fala Jesse:
De fato é bastante gente, mas o resultado ficou ótimo, não acha?
Você tem que considerar também que só de Backing Vocal são 10 e tem os acompanhamentos de cordas, etc...

dugabowski disse...

Aponcho, a postagem do Muddy Waters é minha. Houve um pequeno problema na "produção", mas já sanado. Amanhã o post estará aqui. Um abraço.
P.S. Desculpa ao José Renato pela intromissão na sua postagem.

José Renato disse...

Sem problemas,
Como eu não sabia esperava realmente que alguém respondesse ao nosso amigo Aponcho.
Valeu!

Aponcho disse...

Ya salio! :)
gracias