sábado, 6 de fevereiro de 2010

Dois discos da fase hippie de Johnny Rivers: L.A. Reggae (1972) e Blue Suede Shoes (1973), e, de brinde, “Demos” (2009), da Crosby, Stills & Nash

Começando pelo Johnny Rivers. Trata-se de dois dos melhores trabalhos do cantor, gravados praticamente com a mesma banda, uma rapaziada de estúdio da pesada, como se confere nas fichas técnicas dos álbuns, relançados em 2005.
Fugindo à praxe, vou me abster de colocar a biografia do cantor, porque, cá pra nós, o cara, como diz o ditado, é mais conhecido que andar pra frente (digitem o nome dele no Google pra ver...). Em vez disso, segue a resenha dos dois álbuns, feita por Thom Jureck para o site allmusic (sempre a mesma fonte, eu sei; mas fazer o quê? Reconheço que o allmusic comete muitos equívocos, mas me apontem outro site com a mesma carga de informações...) e traduzida livremente do inglês.
E atenção: os discos foram copiados diretamente dos respectivos CDs. Não os confundam com algumas cópias que rolam na rede, ripadas das versões em vinil dos álbuns, e que são uma verdadeira catástrofe: cheias de cliques e chiados, simplesmente não dá pra escutá-las; posso falar porque passei pela infeliz experiência de baixá-las e ouvi-las. Então, não comprem, ou melhor, não baixem gato por lebre... L.A. Reggae e Blue Suede Shoes, do Johnny Rivers, em CD, só aqui no SdN (uma propagandinha, de vez em quando, não faz mal a ninguém...).
Eis a resenha dos discos:
O relançamento, pela BGO, de duas gravações esquecidas de Johnny Rivers, “L.A. Reggae” e “Blue Suede Shoes”, oferece ao ouvinte uma oportunidade de familiarizar-se com um dos mais seminais cantores de rock & roll. A edição também conclui uma série de discos dois em um do artista. “L.A. Reggae”, lançado em 1972, marcou pelo sucesso da versão de Rivers para a música de Huey “Piano” Smith, “Rocking Peneumonia And The Boogie Woogie Flu”. E ainda contém refinadas covers de Paul Simon, “Mother And Child Reunion”, e de J.J. Cale, “Crazy Mama”. Existem também algumas canções originais excelentes no álbum, como “On The Borderline”, “Stories To A Child” e “Use The Power”. Já “Blue Suede Shoes” é um álbum de rock & roll revival, que traz pepitas do gênero sem traços de nostalgia. Na verdade, Rivers é tão apaixonado pelo seu trabalho e tão hábil em lidar com os músicos de estúdio que o acompanham em ambos os registros, que nada parece exagerado, inútil ou uma superprodução. Há fogo de verdade nos dois discos, e aqueles que ouviram falar de Rivers pela primeira vez devem realmente escutá-los.













Disc One - L.A. Reggae (1972)


1. Rockin’ Pneumonia - Boogie Woogie Flu (Vincent/Smith) 3:30
2. Knock On Wood (Cropper/Floyd) 3:07
3. Brown Eyed Girl (Morrison)
4. Memphis ‘72 (Berry) 3:21
5. On The Borderline (Rivers) 4:39
6. Come Home America (Rivers/Georgiadis) 2:32
7. Stories To A Child (Rivers) 4:09
8. Mother And Child Reunion ( Simon) 3:07
9. Crazy Mama (Cale) 3:02
10. New York City Dues (Rivers/Georgiadis) 5:14
11. Life Is A Game (Leadon/Georgiadis) 3:21
12. Use Te Power (Rivers/Georgiadis) 1:54


Johnny Rivers: vocals and rhythm guitar
Jim Gordon: drums
Joe Osborn: superbass
Larry Knetchel: piano
Michael Omartian: piano and organ
Jim Webb: piano and organ
Jerry Allison: drums
Dean Parks: electric and acoustic guitars
Larry Carlton: electric and acoustic guitars
Miss Bobbye Hall: congas and bongos
Gary Coleman: percussion
Jim Horn: saxophone
Chuck Finley: trumpet
Jackie Kelso: saxophone
Keith Allison: bass on “Life Is A Game”
Herb Pedersen: harmonies
Michael Georgiades: harmonies


[FU] [35MB @ABR]

Disc Two – Blue Suede Shoes (1973)


1. Blue Suede Shoes (Perkins) 2:51
2. Medley: Searching (Leiber/Stoller)/So Fine (Otis) 3:55
3. It’s All Right (Mayfield) 3:14
4. Hang On Sloopy (Russel/Farrel) 4:28
5. I’ll Feel A Whole Lot Better (Clark) 2:54
6. Solitary Man (Diamond) 2:44
7. Over The Line (Omartian/Dahlstrom) 4:23
8. Willie And The Hand Jive (Otis) 4:58
9. Got My Mojo Working (Foster) 5:25
10. Turn On Your Lovelight (Malone/Scott) 5:17


Johnny Rivers: vocals and rhythm guitar
Joe Osborn: bass
Jim Gordon: drums
Michael Omartian: piano and organ
Larry Knetchel: piano (on “Search” and “Feel So Fine”)
Dean Parks: lead and slide guitar
Larry Carlton: lead guitar
Gary Coleman: congas & special effects
Jim Horn: baritone & tenor saxophone
Jackie Kelso: tenor saxophone
Chuck Finley: trumpet
Background vocals by Herb Pedersen, Michael O’Martian, Michael Georgiades, James Hendricks and Johnny Rivers
Harmony on “Solitary Man”: Herb Pedersen


[FU] [33MB @ABR]

Vamos agora ao brinde. Em junho de 2009, a gravadora Rhino lançou um disco contendo 12 demos (gravações acústicas, na verdade) dos integrantes da Crosby, Stills & Nash (mas deveria constar o Young também, pois ele participa do disco; coisas de marketing ou de contrato.. eu acho), gravadas pelos integrantes da banda, sozinhos, em duo ou mesmo em trio (não há gravação dos quatro componentes juntos). Devo advertir, porém, que, na minha opinião, é um disco produzido para os fãs do quarteto, porque são canções acústicas, intimistas e gravadas informalmente; a impressão é de um registro doméstico. Por outro lado, embora inexistam informações a respeito, ouvindo o disco percebe-se que não há outros músicos acompanhando o quarteto. Então o line-up seria composto com aquilo que já se sabe, em termos instrumentais, sobre a C,S,N&Y, em que pese, volto a insistir, não haver certeza quanto a isso. Deixa-se também de fornecer a biografia da banda, pelos mesmos motivos pelos quais não se forneceu a do Johnny Rivers.













Crosby, Stills & Nash (2009) Demos



1. Marrakesh Express (com Crosby, Stills & Nash)
2. Almost Cut My Hair (com David Crosby)
3. You Don't Have To Cry (com Stephen Stills)
4. Déjà Vu (com David Crosby)
5. Sleep Song (com Graham Nash)
6. My Love Is A Gentle Thing (com Stephen Stills)
7. Be Yourself (com Graham Nash)
8. Music Is Love (com Crosby, Young & Nash)
9. Singing Call (com Stephen Stills)
10. Long Time Gone (com Crosby & Stills)
11. Chicago (com Graham Nash)
12. Love The One You’re With (com Stephen Stills)


Stephen Stills: Vocals, Guitar
David Crosby: Vocals, Guitar
Graham Nash: Vocals, Keyboards, Guitar
Neil Young: Vocals, Guitar
Nota: Os instrumentos listados são baseados nas performances habituais dos músicos; não significam que eles os tenham tocado ou que não tenham tocado outros. Também não há certeza de que outros músicos não os tenham acompanhado.


[FU] [32MB @ABR]

2 comentários:

Anônimo disse...

um achado esses discos com essa qualidade....parabens!

dugabowski disse...

Obrigado, anônimo. Um abraço.